Notas do Enem 2018 já estão disponíveis

O exame foi aplicado em novembro e é a porta de entrada para diversas instituições de ensino superior do país.

 

O Ministério da Educação (MEC) divulgou, nesta sexta-feira (18), as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2018.

A pontuação do Enem é a porta de entrada para a maior parte das instituições de ensino superior do país. É possível ingressar em uma universidade com a nota do Enem pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), Programa Universidade Para Todos (ProUni) e Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Cada forma de ingresso tem suas regras e datas definidas.

Fique ligado!

Sisu

As inscrições para o Sisu estarão abertas de 22 até 25 de janeiro. Serão oferecidas 235.476 vagas em 129 instituições espalhadas pelo Brasil. Nesta edição, os candidatos poderão escolher até duas opções de vaga, indicando, em ordem de preferência, as suas opções de instituição, com local de oferta, curso e turno, e a modalidade de concorrência. O resultado será publicado no dia 28 de janeiro.

Poderão participar do Sisu 2019 os estudantes que fizeram as provas do Enem 2018 e conseguiram nota acima de zero na redação.

ProUni

O ProUni 2019/1 oferecerá bolsas de 100% ou 50% em universidades e faculdades particulares. O estudante precisa ter feito Enem 2018 e alcançado média de 450 pontos e nota acima de zero na redação para concorrer, além de preencher pré-requisitos de renda e escolaridade.

As inscrições serão feitas de 29 de janeiro a 1º de fevereiro. O programa terá duas chamadas regulares: 4 e 18 de fevereiro. A manifestação pela lista de espera poderá ser feita em 7 e 8 de março.

Fies

O Fies 2019/1 é a forma de financiar as mensalidades dos cursos de instituições particulares com a nota do Enem. São aceitas as edições de 2010 a 2018 do exame e é preciso ter média de 450 pontos e nota acima de zero na redação para participar, além de atender a pré-requisitos de renda e escolaridade.

As inscrições do Fies serão recebidas de 5 a 12 de fevereiro. O financiamento conta com duas opções,  o Fies tradicional (juros zero para renda de até 3 salários mínimos por pessoa da família) e o P-Fies (renda de até 5 salários mínimos por pessoa da família e juros definidos pelos bancos).

A prova

O exame foi aplicado nos dias 4 e 11 de novembro.

No primeiro domingo, os candidatos fizeram as provas de Ciências Humanas (45 questões de geografia, história, filosofia e sociologia) e Linguagens e Códigos (45 questões de língua portuguesa, literatura e língua estrangeira, podendo ser inglês ou espanhol, a depender do que o candidato escolheu no momento da inscrição), além da redação (um texto de prosa dissertativo-argumentativo).

No segundo domingo foi a vez das provas de Ciências da Natureza (45 questões de biologia, química e física) e Matemática (45 questões).

Nos últimos anos, apesar de ainda manter muitas questões que podem ser resolvidas a partir da aplicação de lógica e interpretação, a prova do Enem tem cobrado cada vez mais o domínio do conteúdo teórico das disciplinas do Ensino Médio.

A exigência de fórmulas, conceitos e termos específicos está tornando o Enem um exame um pouco mais “conteudista”, parecido com vestibulares tradicionais como o da Fuvest. Essa transição tem a ver com a expansão do Enem.

Como o exame está substituindo o vestibular de muitas universidades, a prova tende a ser um pouco mais rigorosa, para que as instituições tenham condições de selecionar alunos com sólidos conhecimentos do Ensino Médio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *