Dica de Série – Desventuras em Série

Olhe para o outro lado, mude de canal ou desligue a TV se você não quiser presenciar uma série de infortúnios e melancolias que rondam as vidas dos irmãos Baudelaire. Desventuras em Série, adapta os livros criados por Daniel Handler e chega à Netflix em 8 episódios que contam as histórias de 4 livros. Para quem não conhece as obras, provavelmente já assistiu ou ouviu falar sobre a adaptação que foi feita para o cinema em 2004 com Jim Carrey no papel no ator vilanesco Conde Olaf. Mesmo o filme de Brad Silberling não tendo se encaixado muito bem neste formato, é de se reconhecer o talento e a associação imediata da personalidade humorística de Carrey com o personagem cartunesco e exagerado de Olaf, fato que pode assombrar a reincarnação do vilão, agora por conta de Neil Patrick Harris (How I Met Your Mother).

Violet (Malina Weissman), Klaus (Louis Hynes) e Sunny (Presley Smith), ficam órfãos após a suposta morte de seus pais em um incêndio na mansão da família, a partir daí, os irmãos são designados a morar na casa de seu tutor e parente mais próximo, o ator decadente interpretado por Harris, que tem como objetivo roubar a fortuna herdada pelas crianças. Ao longo de sua estadia com o novo tutor, inúmeros abusos e distratos são cometidos pelo Conde e os irmãos tentam de toda forma se ver livres do tutor enquanto descobrem alguns mistérios que envolvem seus pais.

Em termos de história e adaptação de roteiro, a série ganha muitos pontos e entrega com muita qualidade um desenvolvimento merecido para as obras peculiares publicadas no papel. Falando em peculiar, é difícil não comparar a série com o estilo do cineasta Tim Burton, tanto na estética quanto na direção de atores. A direção de arte porém, é uma das mais criativas do serviço de streaming até então, com um interessante contraste de cores que simboliza muito bem a melancolia sugerida.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *